Dica de filme: A Partida

filme-a-partidaDaigo Kobayashi (Masahiro Motoki) é um jovem e talentoso violoncelista de uma orquestra de Tóquio, cujas atividades são abruptamente encerradas, devido ao modesto público de suas apresentações. Endividado pela compra de seu caro instrumento – e por ter apostado as fichas em seu dom artístico – Daigo resolve voltar para o interior do Japão, ao lado de sua esposa, Mika Kobayashi (Ryoko Hirosue), desfazendo-se antes de seu violoncelo e, consequentemente, de sua carreira como músico.

Precisando de dinheiro e trabalho, Daigo embarca num emprego de “nokanshi”, que consiste em preparar os mortos para sua despedida. Leve-se em conta que no Japão – um país que valoriza seus ritos seculares – esta atividade é bastante diferente e bem mais peculiar que em nossa cultura ocidental.

Amigos e esposa não aceitam bem o trabalho de Daigo, que cada vez mais dá mostras de adaptar-se ao novo ofício.

O filme é de cenas lentas, detalhadas, algumas de plano artístico – como quando Daigo toca seu violoncelo ao ar livre – mas também com pitadas de humor. Possui uma história simples, mas que toca num assunto sempre delicado de ser abordado.

Contudo, o que me conquistou no filme, é o modo com o jovem casal mantém a cumplicidade diante de todas as dificuldades e o fato de Daigo abandonar seu dom musical, depois de ter chegado longe e de ter estudado música desde criança.

“A Partida” é um filme japonês, de 2008, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2009, dirigido por Yojiro Takita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: