Cidade de Deus na lista de filmes essenciais que o diretor Spike Lee recomenda a seus alunos

image

O diretor Spike Lee incluiu o longa brasileiro Cidade de Deus em uma lista de 86 filmes essenciais que recomenda que seus alunos de cinema na New York University assistam.

O filme do diretor Fernando Meirelles está ao lado de clássicos de Alfred Hitchcock, Bernardo Bertolucci, Federico Fellini , Martin Scorsese, Stanley Kubrick.

Pelo conteúdo da lista, são filmes que de alguma maneira mudaram o cinema ou que se tornaram marcos inesquecíveis, na visão do diretor norte-americano.

Embora eu tenha visto por aí manchetes do tipo “o único filme brasileiro na lista”, acho que a ênfase deve ser dada como “ um filme brasileiro na lista!”.

Cidade de Deus é o que de melhor já se fez no cinema nacional; irresistível, carismático, conquista logo de saída, naquela cena fantástica da perseguição à galinha e de onde parte toda a narrativa.

Para quem não se lembra, a maioria dos atores era da favela, garimpados após horas de triagens da produção. Além do mais, os diálogos, a fotografia, o roteiro, a trilha sonora, tudo é top.

Abaixo segue a lista, conforme a ordem alfabética dos diretores.

1 – “Vício Frenético”, de Abel Ferrara 
2 – “Rashomon”, de Akira Kurosawa 
3 – “Yojimbo – O Guarda-Costas”, de Akira Kurosawa 
4 – “Ran”, de Akira Kurosawa 
5 – “Janela Indiscreta”, de Alfred Hitchcock 
6 – “Um Corpo que Cai”, de Alfred Hitchcock 
7 – “Intriga Internacional”, de Alfred Hitchcock 
8 – “Bonnie e Clyde – Uma Rajada de Balas”, de Arthur Penn 
9 – “O Conformista”, de Bernardo Bertolucci 
10 – “O Último Tango em Paris”, de Bernardo Bertolucci

11 – “A Montanha dos Sete Abutres”, de Billy Wilder 
12 – “Quanto Mais Quente Melhor”, de Billy Wilder 
13 – “Killer of Sheep”, de Charles Burnett 
14 – “Mensageiro do Diabo”, de Charles Laughton 
15 – “Arizona Nunca Mais”, de Joel e Ethan Coen 
16 – “A Ponte do Rio Kwai”, de David Lean 
17 – “Lawrence da Arábia”, de David Lean 
18 – “Sindicato de Ladrões”, de Elia Kazan 
19 – “Um Rosto na Multidão”, de Elia Kazan 
20 – “A Estrada da Vida”, de Federico Fellini 

21 – “A Doce Vida”, de Federico Fellini 
22 – “8½”, de Federico Fellini 
23 – “Cidade de Deus”, de Fernando Meirelles e Kátia Lund 
24 – “O Poderoso Chefão”, de Francis Ford Coppola 
25 – “O Poderoso Chefão 2”, de Francis Ford Coppola 
26 – “Os Incompreendidos”, de François Truffaut 
27 – “A Noite Americana”, de François Truffaut 
28 – “Patton – Rebelde ou Herói?”, de Franklin J. Schaffner 
29 – “Mad Max”, de George Miller 
30 – “Mad Max 2”, de George Miller 

31 – “A Batalha de Argel”, de Gillo Pontecorvo 
32 – “A Última Missão”, de Hal Ashby 
33 – “Acossado”, de Jean-Luc Godard 
34 – “Amor, Sublime Amor”, de Jerome Robbins e Robert Wise 
35 – “Estranhos no Paraíso”, de Jim Jarmusch 
36 – “O Trem”, de John Frankenheimer 
37 – “O Falcão Maltês”, de John Huston 
38 – “O Tesouro de Sierra Madre”, de John Huston 
39 – “Cidade das Ilusões”, de John Huston 
40 – “Perdidos na Noite”, de John Schlesinger 

41 – “Maratona da Morte”, de John Schlesinger 
42 – “Os Donos da Rua”, de John Singleton 
43 – “Os Esquecidos”, de Luis Buñuel 
44 – “Orfeu do Carnaval”, de Marcel Camus 
45 – “A Volta dos Bravos”, de Irwin Winkler 
46 – “Caminhos Perigosos”, de Martin Scorsese 
47 – “Touro Indomável”, de Martin Scorsese 
48 – “Apocalypto”, de Mel Gibson 
49 – “Casablanca”, de Michael Curtiz 
50 – “Profissão: Ladrão”, de Michael Mann 

51 – “Os Sapatinhos Vermelhos”, de Michael Powell e Emeric Pressburger 
52 – “Cooley High”, de Michael Schultz 
53 – “Eu Sou Cuba”, de Mikhail Kalatozov 
54 – “Um Estranho no Ninho”, de Milos Forman 
55 – “Distrito 9”, de Neil Blomkamp 
56 – “No Calor da Noite”, de Norman Jewison 
57 – “A Marca da Maldade”, de Orson Welles 
58 – “Vivendo na Corda Bamba”, de Paul Schrader 
59 – “Fúria Sanguinária”, de Raoul Walsh 
60 – “Paris Está em Chamas?”, de René Clément 

61 – “M.A.S.H”, de Robert Altman 
62 – “O Sol É Para Todos”, de Robert Mulligan 
63 – “Roma, Cidade Aberta”, de Roberto Rossellini 
64 – “Paisà”, de Roberto Rossellini 
65 – “Chinatown”, de Roman Polanski 
66 – “Black Rain”, de Shôhei Imamura 
67 – “Um Dia de Cão”, de Sidney Lumet 
68 – “Cantando na Chuva”, de Stanley Donen e Gene Kelly 
69 – “Glória Feita de Sangue”, de Stanley Kubrick 
70 – “Dr. Fantástico”, de Stanley Kubrick 

71 – “Spartacus”, de Stanley Kubrick 
72 – “Kung-Fusão”, de Stephen Chow 
73 – “Coisas Belas E Sujas”, de Stephen Frears 
74 – “Basquete Blues”, de Steve James 
75 – “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”, de Steven Spielberg 
76 – “Império do Sol”, de Steven Spielberg 
77 – “Rebeldia Indomável”, de Stuart Rosenberg 
78 – “Terra de Ninguém”, de Terrence Malick 
79 – “Cinzas no Paraíso”, de Terrence Malick 
80 – “O Mágico de Oz”, de Victor Fleming 

81 – “Sinfonia de Paris”, de Vincente Minnelli 
82 – “Sede de Viver”, de Vincente Minnelli 
83 – “Ladrões de Bicicletas”, de Vittorio De Sica 
84 – “Milagre em Milão”, de Vittorio De Sica 
85 – “Beco Sem Saída”, de William Wyler 
86 – “Zelig”, de Woody Allen

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: