As trilhas de Clint

Sou fã incondicional de Clint Eastwood.

Ontem à noite, zapeando na TV, acabei encontrando por acaso uma de suas maiores obras, Sobre Meninos e Lobos (Mystic River, 2003). Assisti uma parte apenas, por já ser tarde e também por conhecê-lo muito bem.

 – Aqui, texto que escrevi sobre o filme – 

Sempre vou me impressionar com suas traumáticas cenas, sobre como uma amizade de infância simplesmente se esvai com o passar dos anos. É tão triste e tão real.

Sequer vou entrar nas questões do filme – simplesmente é uma obrigação de qualquer mortal que tenha o mínimo de interesse numa boa história assistir Sobre Meninos e Lobos.

Enquanto assistia, me dava conta novamente da importância que as trilhas sonoras dos filmes de Clint têm para que se sinta a história.

Sempre com poucas notas, mas notas tão lindas, tão delicadas. Como em Cartas de Iwo Jima, Menina de Ouro e Grand Torino, em Sobre Meninos… essas poucas notas se repetem com pequenas variações ao longo do filme. E servem de esteio para que se vá facilmente à comoção.

A trilha de Sobre Meninos e Lobos traz tristeza junto de certo conforto, raiva, inconformismo, melancolia.

E deixa um filme tão triste ainda mais triste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: