Sobre as eleições 2014

A frase é de Winston Churchill: “a democracia é o pior regime que existe, exceto todos os outros”.

Sempre que me frustro após alguma eleição – e isso tem se tornado uma constante – acabo lembrando a célebre sentença do político britânico. Estar em um regime democrático é conferir e conviver com direitos iguais de escolha a todos os envolvidos e ponto.

Sim, fico pasmo pensando no que leva alguém a votar em determinado candidato – e aqui nem estou falando naqueles com alguma história e que aparecem entre os mais prováveis a serem eleitos, ou daqueles com menor representatividade, mas com fundamentos sérios e relevantes. Me refiro a candidatos que jamais poderiam passar perto da possibilidade de serem eleitos, que sequer poderiam postular um cargo.

Falo do absurdo que é candidato celebridade se eleger, tal como os extremamente conservadores, reacionários, abertamente homofóbicos, retrógrados, cujo centro do mundo é o próprio umbigo.

É triste e interessante notar que, à medida que a democracia no Brasil vai se tornando mais madura, com mais idade, nosso voto torna-se cada vez mais ultrapassado, conservador, cheio de preconceitos, na contramão do mundo.

Por mais que tentemos entender a mente de quem vota absurdamente mal, de qualquer jeito, como se fosse uma brincadeira, sem ter noção ideológica, do caráter e da capacidade de seu candidato, por mais que apareçam por aí os gaiatos descolados, que traçam variáveis antropológicas tentando enxergar na limitação intelectual algum tipo de voto de protesto, a explicação para tamanho mau uso da democracia, tal nós brasileiros fazemos, é muito fácil: falta educação.

Infelizmente, tudo de ruim neste país tem a mesma origem: nossa educação é péssima. E o mais trágico é que os candidatos sequer defendem mais essa bandeira. Tornou-se um círculo vicioso, é um tema que não traz votos e tampouco interessa às pessoas, imersas em sua ignorância e mais preocupadas em ditar a vida dos outros, como por exemplo, interferir no direito de cada indivíduo de ter a opção sexual que bem entender.

Retomemos a frase de Churchill: ótimo, todos temos direitos iguais de voto, tudo lindo e maravilhoso. O problema é eleger políticos que, além de inaptos intelectualmente vão justamente na contramão da ideia de democracia, de igualdade e que querem impor suas ideologias retrógradas e conservadoras a todo custo.

Idiota mesmo sou eu, que ainda insisto no tema da educação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: